Se chorar adiantasse alguma coisa, pica pau morria feliz. (Do que que eu tô falando!?!)

Segunda-feira, 15 de Setembro de 2008
Sorrindo

By Marcel (Infelizmente)

 

Com um sorriso no rosto eu dirijo meu carro

Já sei de cor o caminho que eu faço

Os retrovisores bem arrumados

O vidro de trás embaçado

Por fora, mal lavado

Por dentro, pior ainda, tudo bagunçado

Mas com um sorriso no rosto eu dirijo meu carro

Com todo o cuidado

Paro toda vez que fecha o semáforo

Dou gorjeta para o tiozinho

Uns vinte centavos

Não tem óleo vazando

Não tem barulho estranho

Apesar dos vinte mil quilômetros rodados

Com um sorriso no rosto eu dirijo meu carro

Cruzo com vários outros pelo caminho

Gente cantando, chorando

Falando sozinho

Esses dias atrás vi um tocando violino

Outro enfezado, gritando irritado

Com a bagunça que fazia no banco de trás

O seu filho

À noite, a silhueta da cabeça da esposa

Encostada no ombro de seu marido

O menino apoiado no banco de trás

Olhando pra mim, e acenando sorrindo

E com um sorriso no rosto eu dirijo meu carro

Dirijo o meu carro sorrindo

Uma mão no volante e outra no câmbio

E a mão dela em cima da minha

Mudando de marcha comigo...

 



postado por Marcelzero às 14:49
link do post | comente | favorito

Segunda-feira, 26 de Maio de 2008
Dia Chuvoso - payback

 

By Marcel (infelizmente)

 

 “E desde quando dia chuvoso significa tristeza?

Claro que, se você tem guardado em seus pensamentos lembranças tristes acontecidas em dias assim...”

Pare!

Deixa eu me explicar novamente, por favor.

E desde quando dias chuvosos significam tristeza?

Quando a água cai, lava tudo realmente.

Lava o chão, as árvores, os animais.

Lava os andarilhos, assenta a poeira e nos assenta o facho.

Lava o quintal, lava a varando e lava o meu carro.

Mas não somente lava, limpa e leva embora.

A água inunda, de verdade.

Em meu coração inundou, que até transborda.

Oh, chuva, refrescante, que conseguiu deixar verde o que era cinza!

Se chove em mim, chove em você também, é claro!

Mas é mister que saia e se molhe, senão não inundará.

Aqui comigo está transbordando, meu coração transborda e já derrama.

Posso derramar no seu coração se você permitir.

Divido tudo e ainda sobra! Igual fermento natural.

Dou um pouco e sempre consigo fazer mais.

Chorei junto com a chuva e a chuva chorou em cima de mim.

Não levou toda a tristeza embora, mas me trouxe lágrimas de alegria para meus olhos viciados.

E desde quando dia chuvoso significa tristeza?

Eu me esqueci.

E você?



postado por Marcelzero às 15:55
link do post | comente | ver comentários (1) | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
links
Fevereiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
14

15
16
17
18
20
21

22
23
24
25
26
27
28


posts recentes

Sorrindo

Dia Chuvoso - payback

arquivos

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

tags

todas as tags

subscrever feeds