Se chorar adiantasse alguma coisa, pica pau morria feliz. (Do que que eu tô falando!?!)
Sexta-feira, 31 de Outubro de 2008
Banho de Parede

 

Quem mora sozinho, sabe como é difícil o dia a dia, e que a criatividade para superar as dificuldades é necessária.

Então, criei algo, em um momento desses.

Bom, para quem quiser experimentar um novo tipo de banho, que eu inventei, segue ai abaixo as dicas para que você possa preparar e aproveitar um gostoso...

 

BANHO DE PAREDE

1- Bem, primeiramente, espere a resistência de seu chuveiro queimar para que você possa trocá-la. Isso é importante.

Mas caso esteja impaciente com a demora para que ela queime, vá e troque a resistência do chuveiro mesmo assim.

2 - Durante a troca da resistência exerça uma força sobre o cano do chuveiro, o suficiente para que esse cano possa ser partido (quebrado). Detalhe: O local da quebra desse cano é bem rente a parede, ou seja, não deve sobrar nenhum pedaço de cano para fora da parede. Caso sobre, corte o pedaço com uma faca.

3 - Após a quebra do cano, xingue bastante e grite bem alto dentro do banheiro (foi assim que eu fiz), e quando estiver mais calmo, siga para o próximo passo.

4 - Olhe para o maldito furo na parede e pense com raiva: "Ah! Mas eu vou tomar banho custe o que custar! Nem que seja no cano!". Após isso, vá furioso para a torneira do chuveiro e abra.

5 - Constate, com uma feição de ódio, que a pressão da água de sua casa não é forte o suficiente para formar uma cachoeira, e que a água desce pura, cristalina e sem força nenhuma, escorrendo pelo azulejo do banheiro. Caso sua casa possua pressão suficiente para formar uma cachoeira, abra pouco a torneira, para que ela desça escorrendo pela parede. E vá para o próximo passo.

6  - Com os olhos lacrimejantes, passe a mão na água que escorre e molhe o corpo com raiva (você deve estar nú e com raiva).

7 - Pegue o sabonete e esfregue por todo o corpo, incluindo o rosto.

8 - Vendo a burrice que fez, comece a se esfregar na parede, rolando pelo azulejo (faça de conta que a parede é um chão).

9 - Para que você lave as axilas, deve-se levantar um dos braços em direção ao cano, e, deixando a água escorrer, enxaguar uma das axilas com a outra mão. Repetir o processo igualmente para a outra axila.

10 - Para lavar as costas, encoste-se na parede com as costas (é claro) e balance de um lado para o outro (solte alguns xingamentos de vez em quando) como um pêndulo de relógio.

11 - Para ás nádegas, use o mesmo método que para as costas.

12 - Para a barriga, levante os dois braços e junte as mãos em cima, de modo que formem uma "flecha", e deixe a água fazer todo o caminho pelo braço, escorrer pelo pescoço até chegar à barriga. Quando estiver bem molhado, tire com as mãos o excesso de sabão. Nota: O processo de lavagem da barriga demora, em média, uns dez minutos.

13 - Após a barriga, todo o sabão haverá descido para as pernas, então repita o "modus operandis" usado para a barriga e, contorcendo-se, faça a água chegar até as pernas.

14 - Para o rosto, não tente encostar de frente para a parede, pois o nariz não deixará que todo o rosto se cole ao azulejo. Faça o seguinte: Cole a bochecha na parede e deixe a água cair levemente em seu rosto. Solte mais alguns xingamentos nesse momento, se achar necessário.

15 - Enfim, para lavar as partes mais íntimas. Para os homens: Fácil! Pegue-o, encoste-o na parede, e deixe a água fazer o seu trabalho. Sem problemas!

Para as mulheres: Aí é que está! Faço a mínima idéia! Imagino que deva ser um tanto complicado!

16 - Banho tomado! É hora de soltar um último xingo, olhar para o chuveiro pendurado pela fiação elétrica e se enxugar.

 

Esse é o Banho de Parede.

Espero que gostem.

E por favor, muito cuidado quando forem trocar resistências do chuveiro.

 

Volto outro dia, com mais dicas para vocês!

 



postado por Marcelzero às 00:33
link do post | comente | favorito

4 comentários:
De Gizele... a 1 de Novembro de 2008 às 01:03
:o .. nuuuss... meuu.. até imaginei a cena agora!! e chorei de rir!!!! auhauahuah

aaiinn to pensando em montar um blog pra mim tmbm Marcel.. vc me ajuda???

bjoo


De Marcelzero a 1 de Novembro de 2008 às 02:45
rsrssr...
Claro que ajudo Gi, sem problemas... é só escolher onde...
bjo!


De PaiPaulo a 8 de Novembro de 2008 às 21:12
Dom José Filhão de Almeida Pacheco de Prado y Môra..

Até imaginei a cena!!!
Principalmente na hora de lavar o rosto!! har har har

Ficou muito bem bolado o resumo da história do cano quebrado!! Já trocou o cano ou ainda está tomando banho "costa de parede""???

Abraços filhão!!


De Marcelzero a 10 de Novembro de 2008 às 19:00
Já consertei, pai! Ufa! rsrsrs...


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
links
Fevereiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
14

15
16
17
18
20
21

22
23
24
25
26
27
28


posts recentes

Espera

Espelhinho

Menina

Pé com pé

Menino-Homem

Dia após dia

A Igreja e Os Beatles

Fosse

Deus salve o Brasil!

Pena

Banho de Parede

Implicância

Reflexão

Meu amigo que mora do out...

A canção do amor

arquivos

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

tags

todas as tags

subscrever feeds