Se chorar adiantasse alguma coisa, pica pau morria feliz. (Do que que eu tô falando!?!)
Sexta-feira, 26 de Setembro de 2008
Piloto automático

By Marcel (Infelizmente)

 

Meu coração bate nos olhos quando me incomodo.

Meu coração bate nos olhos e meus olhos se enchem d’agua.

Meus olhos se enchem d’agua e assim tropeço fácil e me desequilibro.

Tropeço fácil e qualquer pena ou pluma leve torna-se imensamente pesada.

Carrego pluma com as costas arcadas.

Com as costas arcadas somente consigo olhar o chão sujo.

Olhando o chão o tempo inteiro, não vejo o que acontece a minha frente,

Ando sem capacete e vivo dando cabeçada.

Tudo isso num dia só.

Desde o amanhecer ao pôr-do-sol.

E quando chega o outro dia, abro os olhos

Agonia!

Meu coração, que estava descansando, sonhando, tranqüilo, de molho.

Começa a bater forte no meu olho.

Meus olhos se enchem d’agua,

E começa tudo de novo...



postado por Marcelzero às 18:56
link do post | comente | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
links
Fevereiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
14

15
16
17
18
20
21

22
23
24
25
26
27
28


posts recentes

Espera

Espelhinho

Menina

Pé com pé

Menino-Homem

Dia após dia

A Igreja e Os Beatles

Fosse

Deus salve o Brasil!

Pena

Banho de Parede

Implicância

Reflexão

Meu amigo que mora do out...

A canção do amor

arquivos

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

tags

todas as tags

subscrever feeds